Corrente russa: O que é? Quais os benefícios do procedimento?

11-04-2018

Mesmo que você faça atividades físicas regulares e siga uma dieta balanceada, sabe que tem aquela gordurinha localizada que é mais difícil de perder, ou aquela celulite que insiste em ficar no bumbum ou nas pernas, e por isso algumas vezes é preciso conciliar essa rotina a procedimentos estéticos que prometem resultados que só a academia e a alimentação não podem garantir, como a corrente russa.

A corrente russa (que era conhecida como estimulação russa e hoje também é conhecida como eletroestimulação russa ou simplesmente eletroestimulação), ajuda a melhorar o tônus muscular com o uso de um aparelho de eletroterapia

O que é Corrente russa?

Corrente russa é um tratamento estético desenvolvido na Rússia na década de 80, onde a pessoa recebe estímulos elétricos que contraem a musculatura, estimulando a circulação sanguínea, diminuindo a flacidez e as celulites e melhorando o tônus muscular da área tratada (braços, pernas, glúteos, barriga, etc), e também pode ser usado no rosto ou como tratamento terapêutico em alguns casos específicos, como falaremos a seguir.

Como funciona a Corrente russa?

O aparelho para Corrente russa usa placas de silicone com um gel condutor entre a pele e o eletrodo, que são acoplados em cintas de elástico colocados na área (músculo) que vai ser estimulada e emitem impulsos elétricos, causando a contração muscular.

A corrente utilizada é de média frequência alternada de 2.500 Hz em sessões de 5 a 20 minutos, sem risco de choque elétrico, mas que pode causar dor em graus diferentes, de acordo com a intensidade da corrente.

Quais são seus benefícios?

Muita gente se refere à corrente russa como sendo um "exercício físico passivo", já que ela tonifica e modela o corpo sem o esforço que a atividade física demanda (10 minutos da técnica aplicada sobre o abdômen equivalem a 400 abdominais executados de maneira correta).

Esses são os benefícios que o procedimento oferece:

  • Fortalece o abdômen, pernas e glúteos;
  • Combate a flacidez;
  • Modela o corpo e o rosto;
  • Diminui as rugas do rosto e do pescoço;
  • Reduz espasmos musculares e edemas;
  • Define os músculos e ajuda na hipertrofia;
  • Reduz medidas;
  • Ajuda a relaxar a musculatura após treinamentos mais intensos;
  • Diminui a retenção de líquidos;
  • Recupera o tônus muscular pré e pós-lipoaspiração, pós-parto e pós-emagrecimento.
  • Saiba também sobre os benefícios da Lipoescultura!

    Corrente russa emagrece mesmo?

    A corrente russa é uma técnica que pode ser usada como coadjuvante no tratamento de emagrecimento, combinado com exercícios físicos regulares e uma alimentação balanceada, pois como falamos, ela ajuda a modelar o corpo e a tonificar e definir os músculos, mas como ela atua na camada muscular, vai diminuir a flacidez mas não vai reduzir a camada de gordura.

    Existe contraindicação?

    Sim. Apesar de não precisar de indicação médica para fazer (nos casos de tratamento estético), é importante dizer que nem todo mundo pode fazer a corrente russa, como:

    • Portadores de marca-passo.
    • Quem tem varizes, embolias, trombose e outras patologias circulatórias;
    • Pacientes com doenças cardiovasculares
    • Pessoas com problemas de pressão (hipertensão ou hipotensão).
    • Quem tem problemas renais crônicos.
    • Quem sofre de epilepsia.
    • Pessoas com doenças pulmonares

    Na dúvida se você pode fazer ou não e se esse é o melhor método para o seu objetivo, procure orientação médica.

    Fonte: belezafeminina